A LBM em cartaz: “Perfeita é a Mãe 2” LBM Em Cartaz

Dezembrão chegou e a gente tá como? Estreando o primeiro filme natalino do ano!

A incrível tradição hollywoodiana de lançar filmes temáticos na época das festas de fim de ano se mantém e, nesta quinta, a estreia de semana vai para quem se amarra numa aventura de Natal. Exceto que, dessa vez, tem que se amarrar num palavrão também!

Pra quem ainda não pegou o espírito da coisa.

***

“Perfeita é a Mãe 2” é a sequência da comédia que o ratinho legendou no ano passado. Para quem não assistiu, está lá na Netflix com a nossa tradução! O filme original foi uma boa comédia, que introduziu um grupo de jovens mães frustradas com a sobrecarga da jornada dupla entre casa e trabalho que decide tacar o ****-se e se divertir um pouco. A gente esperava uma sequência bacana, mas ficou surpreso com a qualidade do filme. Some às pressões da vida materna a pressão do Natal e da relação das mães com as suas próprias mães e XABLAU! Comédia histérica de engraçada.

Sim, essa cena existe. Sim, o filme é imperdível.

O filme tem muitas piadas incríveis e já adiantamos que vai render uma edição especial de “Daredevilish Subtitling” só dele. Porém, para não dar spoilers e acabar com a brincadeira, resolvemos focar hoje num aspecto importante e não muito discutido da nossa área: a revisão. Um processo de revisão bem estabelecido é essencial para legendas de qualidade. Já percebeu quando um texto desce redondinho? Pode ter certeza de que ele tem a mão do revisor. Afinal, ele não está ali apenas para corrigir erros, mas para fazer que um texto atinja todo o seu potencial; em outras palavras: para transformar um bom texto num excelente texto.

Num filme com muitas piadas, trocadilhos e sacadas inteligentes como é o caso de “Perfeita é a Mãe 2”, a revisão tem o papel extra de dosar e tarimbar as escolhas do tradutor, validando o que ele entende como boas soluções. Sabemos que os tradutores costumam ser heróis anônimos, mas… e os revisores? São eles que salvam! Não à toa, eles também tem seu dia: 28/3. Aproveite as liquidações de começo de ano para comprar um presente bacana para quem salva sua pele!

Revisar exige um conjunto de habilidades que vão além de conhecimento linguístico. Como a Mitsue Siqueira e o Bruno Fontes apontaram em um texto para o blog Revisão Para Quê?, é necessário ter “discernimento para propor correções pertinentes, paciência para trabalhar textos de baixa qualidade e muito tato para enviar feedbacks, principalmente quando não são agradáveis”. Para tanto, experiência em revisão inclui não só revisar os textos de outrem, mas ter suas traduções revisadas e aprender com isso. Além disso, há cursos de especialização em revisão; você pode conferir uma lista deles feita também pelo blog Revisão Para Quê? clicando aqui.

Medo encontra a curiosidade mórbida enquanto aguardamos a revisão do nosso material.

Para esse nosso filme boca suja, contamos com um tradutor principal, uma revisora e um controle de qualidade.  Juliana Lopes é revisora de TAV com ampla experiência na TV a cabo e paciência de Jó com tradutores perfeccionistas. Ela colaborou recentemente com o ratinho e veio contar um pouco sobre a experiência de revisar “Perfeita é a Mãe 2”. Juliana não usa collant ou capa (usa?), mas é nossa heroína hoje.

Particularmente, sempre achei a revisão de legendas um trabalho divertidíssimo. Perfeita é a Mãe 2 é um daqueles filmes que consegue deixar a tarefa ainda mais divertida, a ponto de eu precisar dar pausas no vídeo para rir das piadas. Como moro no Porto, em Portugal, decidi checar a experiência de ver o filme no cinema com uma audiência portuguesa – e, é claro, com uma legenda portuguesa também. Apesar de terem sido mais conservadores na tradução dos palavrões, o que diminuiu o impacto e a graça de algumas cenas para mim, isso não impediu que o público gargalhasse, sem exageros, o filme praticamente todo.

Por falar em palavrões, confesso que a quantidade que encontrei nas legendas brasileiras me assustou à primeira vista (nada de puritanismo, é só mesmo o costume à censura das legendas para a TV). Passado o susto inicial, no entanto, comemorei. Levando em consideração que este filme fala sobre mulheres que estão cansadas de serem perfeitas para agradarem os outros, os palavrões e a decisão de traduzi-los na legenda funcionam como um dedo do meio para aqueles que ainda cobram determinados comportamentos das mulheres em geral. Não dá para imaginar a desbocada Carla ou sua mãe falando expressões suavizadas para agradar a moral e os bons costumes. Além disso, o estresse do Natal, com os presentes, as comidas, as decorações, as tradições e, acima de tudo, com a família, é o suficiente para Amy, Kiki e Carla – ou qualquer um de nós – mandarem tudo para a puta que pariu!”

***

Para celebrar a estreia, estamos oferecendo para nossos leitores uma lembrança muito especial. Trata-se de um caderninho com ilustração do designer Renan Salotto, costurado à mão, trazendo o ratinho no papel da protagonista do filme, Amy.

Olha lá o dedinho do meio levantado, coisa mimosa <3

O sketchbook de “Perfeita é a Mãe” foi um dos muitos da série que fizemos ano passado com várias de nossas estreias para presentear clientes, colaboradores e amigos, e agora a última peça pode ser sua! O caderninho vem num lindo saquinho de algodão com a estampa do ratinho apresentando a “LBM e você em cartaz”. Para levar essa peça única para casa, basta compartilhar este texto no Face e mencionar nele o seu palavrão preferido! Pro ratinho saber, compartilhe direto da nossa página do Face, ok?

Até semana que vem!


Tradutora e revisora de legendas para cinema há dez anos. Leitora de livros, Piauí, The New Yorker e todo tipo de porcaria da internet, mas sobretudo de legendas. Viajante (em todos os sentidos). Sócia-fundadora da LBM, seu projeto de vida, com o maior orgulho do mundo.

Deixe uma resposta